A era do Brand Experience

13/10/2014 - 03:02
Muitos teóricos e especialistas já disseram sobre isso: vivemos em uma época de coisificação humana e humanização das coisas. Mas, o que isso quer dizer? Significa que as pessoas têm, atualmente, um extremo interesse nos produtos e, cada vez mais, os materiais vêm se tornando uma extensão de seus seres e representando o que elas são. Ou seja, de uma maneira mais direta, as pessoas se expressam por meio daquilo que consomem e do que possuem. Se isso é bom ou ruim, há diversas opiniões que são a favor e contra a esse comportamento, mas a questão é que mais e mais ele vem representando a atual cenário.
Percebendo essa mudança, as marcas vêm aumentando a procura por maneiras de conseguirem se diferenciar no mercado, chamar atenção e, se possível, trazer algum valor ao cliente, por meio de uma experiência nova. "Dessa forma, o brand experience se torna uma ferramenta importante para fortalecer a relação das marcas com seus consumidores. Ele gera envolvimento e fixação da marca, satisfação do cliente e reforça a personalidade da marca", define Jorge Nahas, CEO do site O Melhor da Vida.
Não só personifica a marca na vida do cliente, como essa estratégia de marketing também é capaz de afetar diretamente na satisfação do consumidor com a empresa, definindo sua lealdade e, inclusive, a possibilidade de realizar um boca a boca a favor dela. Afinal, com uma experiência positiva e marcante, o cliente irá divulgar esse bom momento para outras pessoas, tornando-se provavelmente um defensor da marca. "Em muitos casos, isso significa ainda a compra de um produto, mas em outros, pode significar simplesmente saber que a marca existe", ressalta o executivo. "O cliente que tem uma experiência de marca que considera boa e relevante irá provavelmente transmitir isso para mais clientes em potencial."
Sem contar que o brand experience ainda pode servir como um aliado à construção dos perfis de público do negócio, uma vez que para uma ação efetiva é preciso conhecer muito bem quem é o cliente que a estratégia estará direcionada, saber o que ele gosta, como costuma usar o produto, etc. O que também facilita a abordagem com outros clientes em potencial, que a marca poderia não saber da existência, bem como na criação de produtos e serviços assertivos. "Já o cliente ganha a com a degustação em primeira-mão de um produto ou serviço, antes mesmo de decidir pela compra, ele pode conhecer lançamentos antes dos demais, ter uma nova experiência com marca. Resumindo, o cliente se sentirá especial." Junto à segurança de oferecer o produto certo ao cliente certo, de trazer boas lembranças a ele e de ter uma identificação entre marca e consumidor, empresas que investem no brand experience tem a vantagem de evitar oferecer experiências negativas, dificultado, assim, o processo de compra, já que não há intimidade e um relacionamento de cumplicidade com o cliente.